Aurora Boreal: Por que ela não ocorre no Brasil?


Você já se perguntou por que não existe aurora boreal no brasil?

Esse fenômeno ocorre devido à interação entre partículas carregadas do sol e o campo magnético da Terra. Essas partículas, ao atingirem a atmosfera terrestre, colidem com átomos e moléculas, gerando luz visível. Descubra mais sobre esse assunto em nesse artigo!


Se você já viu fotos ou vídeos da aurora boreal, provavelmente ficou maravilhado com as luzes brilhantes e coloridas que iluminam o céu.

Mas por que esse fenômeno só acontece em regiões polares e não no Brasil? A resposta tem a ver com a geografia e a Física do planeta.

+ Você sabe o que é temperatura? Entenda o conceito físico


Introdução

Aurora Boreal na Noruega
Aurora Boreal na Noruega

Fenômeno natural da aurora boreal

Para entender o que causa a aurora boreal, é preciso primeiro entender como funciona o campo magnético da Terra e o vento solar. O campo magnético é como um escudo invisível que protege a Terra das partículas carregadas que são emitidas pelo Sol. O vento solar é uma corrente de partículas carregadas que viajam pelo espaço a altas velocidades.

Quando o vento solar atinge o campo magnético da Terra, ele é desviado em direção aos polos magnéticos. Lá, as partículas carregadas interagem com a atmosfera terrestre e criam as luzes coloridas que conhecemos como aurora boreal.


continua após a publicidade



Como ocorrem as auroras boreais?

As auroras boreais são causadas pela interação de partículas carregadas, principalmente elétrons, liberadas pelo Sol e a atmosfera terrestre.

Essas partículas colidem com moléculas de gases, como oxigênio e nitrogênio, liberando energia na forma de luz visível e criando as auroras boreais.

Essa interação é ampliada pela distorção do campo magnético da Terra, que guia as partículas carregadas em direção aos polos magnéticos do planeta, onde as auroras são mais intensas e frequentes.


continua após a publicidade



A Aurora Boreal ocorre principalmente nas regiões polares do planeta, próximas aos círculos polares Ártico e Antártico, conhecidas como zonas de atividade auroral. No Hemisfério Norte, ela é observada principalmente próximo ao Polo Norte.

A concentração da Aurora Boreal nas zonas polares é devido à orientação do campo magnético da Terra nessas regiões. As linhas de campo magnético convergem em direção aos polos, proporcionando um caminho para as partículas solares carregadas (elétrons e prótons) interagirem com a atmosfera superior.

Fatores Atmosféricos

A formação da Aurora Boreal envolve interações entre partículas carregadas e a atmosfera superior da Terra. As partículas solares carregadas, conhecidas como vento solar, são emitidas pelo Sol e viajam pelo espaço em alta velocidade.

Quando essas partículas colidem com a magnetosfera da Terra, ocorre a transferência de energia e o direcionamento das partículas para as regiões polares.

Ao alcançar a atmosfera superior, as partículas solares carregadas interagem com átomos e moléculas presentes na região, especialmente oxigênio e nitrogênio. Durante essas interações, ocorre a excitação dos átomos e moléculas, levando-os a estados de alta energia. Posteriormente, quando esses átomos e moléculas relaxam para seus estados de energia mais baixa, eles emitem fótons de luz visível, criando os diferentes tons de cores da Aurora Boreal.


continua após a publicidade



No caso do Brasil, as características atmosféricas não favorecem a ocorrência da Aurora Boreal. O país está localizado em latitudes mais baixas, afastado das zonas polares onde as interações com as partículas solares são mais intensas. Além disso, a densidade da atmosfera em altitudes mais baixas no Brasil é maior do que nas regiões polares, o que dificulta a entrada e interação das partículas solares carregadas.

Campo Geomagnético

O campo geomagnético desempenha um papel fundamental na formação da Aurora Boreal. Esse campo magnético é gerado pela movimentação do núcleo de ferro líquido da Terra, criando um escudo magnético ao redor do planeta. Essa proteção é essencial para desviar as partículas carregadas do vento solar e proteger a atmosfera terrestre.

O campo magnético da Terra é altamente inclinado em direção aos polos, sendo mais intenso nas regiões polares. Essa inclinação é importante porque direciona as partículas carregadas em direção às zonas de atividade auroral, onde ocorre a interação com a atmosfera superior e a formação da Aurora Boreal.


continua após a publicidade



Além disso, é importante mencionar a existência do equador magnético da Terra. O equador magnético é uma linha imaginária que segue o plano do campo magnético da Terra. Ele não coincide com o equador geográfico e varia em sua localização ao longo do tempo. Atualmente, o equador magnético está inclinado em relação ao equador geográfico, passando por regiões próximas à América do Sul.

A inclinação do equador magnético afeta diretamente a ocorrência da Aurora Boreal. Como o Brasil está localizado próximo a essa região onde o equador magnético cruza a Terra, a probabilidade de observar a Aurora Boreal é ainda menor, pois ela ocorre em latitudes mais altas, afastadas do equador magnético.

É importante ressaltar que, embora o Brasil não possua a Aurora Boreal, o país oferece uma série de outros fenômenos astronômicos interessantes, como o Crepúsculo Matutino e as Luzes do Norte. Esses fenômenos podem ser apreciados em certas regiões do país e têm características próprias que os tornam igualmente fascinantes.

Os países e as cidades com as melhores chances de ver Auroras Boreais

A Noruega é considerada um dos melhores lugares do mundo para ver a aurora boreal, especialmente a região de Tromsø, conhecida como “capital da aurora boreal”. Outras áreas populares na Noruega incluem Svalbard, Lofoten e Alta.

A Islândia também é um destino popular para observar a aurora boreal, especialmente durante os meses de inverno. Reykjavik é a cidade mais popular da Islândia para observar as luzes do norte, mas muitas pessoas viajam para fora da cidade para áreas mais remotas para obter melhores vistas.


continua após a publicidade



A Suécia também é um país onde é possível ver a aurora boreal. A cidade de Abisko é um dos melhores lugares da Suécia para ver a aurora boreal, graças à sua localização remota e clima claro.

Além desses países, a Finlândia também oferece excelentes oportunidades para ver a aurora boreal, especialmente nas regiões da Lapônia e Rovaniemi. A Noruega, Islândia, Suécia e Finlândia fazem parte da região conhecida como “cinturão da aurora boreal”, onde as luzes são mais frequentes e intensas.

Por que ela não ocorre no Brasil?

  • A ausência da Aurora Boreal no Brasil pode ser explicada por três fatores principais: localização geográfica, características atmosféricas e campo geomagnético.
  • Localização geográfica: O Brasil está situado em latitudes mais baixas, longe das regiões polares onde a atividade auroral é mais intensa. A Aurora Boreal ocorre principalmente próximo ao Círculo Polar Ártico, distante do Brasil.
  • Características atmosféricas: A densidade atmosférica em altitudes mais baixas no Brasil é maior do que nas regiões polares. Isso dificulta a entrada e interação das partículas solares carregadas com a atmosfera superior, diminuindo a probabilidade de ocorrência da Aurora Boreal.
  • Campo geomagnético: O campo magnético da Terra direciona as partículas carregadas do vento solar para as regiões polares, onde ocorre a interação com a atmosfera e a formação da Aurora Boreal. O campo magnético no Brasil é menos intenso e menos inclinado em comparação com as regiões polares, resultando em uma menor concentração de partículas carregadas próximas ao país.

Em resumo, a ausência da Aurora Boreal no Brasil se deve à localização geográfica em latitudes mais baixas, às características atmosféricas que dificultam a interação das partículas carregadas e ao campo geomagnético menos intenso e menos inclinado na região.


continua após a publicidade



A aurora brasileira

Mas isso não significa que o Brasil não tenha seus próprios espetáculos de luzes no céu. Na região Norte do país, é possível observar um fenômeno conhecido como aurora brasileira. Esse fenômeno é causado pela interação entre o vento solar e a magnetosfera da Terra, assim como a aurora boreal.

No entanto, a aurora brasileira é muito menos intensa e menos frequente do que a aurora boreal. Ela só pode ser observada em locais com pouca poluição luminosa, ou seja, onde o céu esteja suficientemente escuro. Mesmo assim, é um espetáculo único e belo para aqueles que têm a oportunidade de observá-lo.

SAIBA+ Descubra 05 formas de estudar Física da forma correta

Conclusão

Em conclusão, a ausência da Aurora Boreal no Brasil pode ser atribuída à combinação de fatores geográficos, atmosféricos e geomagnéticos. A localização geográfica do Brasil em latitudes mais baixas afasta o país das regiões polares onde a atividade auroral é mais intensa.

Além disso, as características atmosféricas, como a maior densidade em altitudes mais baixas, dificultam a entrada e interação das partículas solares carregadas com a atmosfera superior do país.

O campo geomagnético do Brasil, menos intenso e menos inclinado em relação às regiões polares, resulta em uma menor concentração de partículas carregadas próximas ao país.


continua após a publicidade



Embora o Brasil não tenha a oportunidade de testemunhar o espetáculo da Aurora Boreal, o país oferece uma ampla variedade de belezas naturais e fenômenos astronômicos igualmente fascinantes.

O céu noturno brasileiro é adornado por estrelas brilhantes, constelações reconhecíveis e outros fenômenos celestes, como a Via Láctea e chuvas de meteoros. Observar esses eventos celestiais pode ser uma experiência única e gratificante para os entusiastas da astronomia.


continua após a publicidade



Embora a Aurora Boreal permaneça um espetáculo exclusivo das regiões polares, é importante apreciar e valorizar a diversidade dos fenômenos naturais que cada região do mundo tem a oferecer.

O Brasil possui sua própria riqueza natural e uma infinidade de maravilhas para serem exploradas, que inspiram admiração e respeito. Portanto, embora não vejamos a Aurora Boreal no país, podemos nos maravilhar com a beleza e a grandiosidade de outros eventos celestes que nos rodeiam.

Refêrencias

Tópicos de Física – Volume 2