Aceleração: conceitos iniciais


Você sabe o que é aceleração?

Neste artigo, vamos aprofundar nosso entendimento sobre o que é aceleração, entender suas principais características e analisar suas aplicações em diferentes contextos da Física.


A aceleração é uma das grandezas fundamentais da Física que desempenha um papel crucial na descrição do movimento dos corpos.

Compreender os conceitos de aceleração nos permitirá analisar como os objetos se movem e como suas velocidades variam ao longo do tempo.

Introdução

aceleracao-centripeta

Aceleração é um conceito fundamental da Física, que descreve a variação da velocidade de um objeto ao longo do tempo. Em outras palavras, é a taxa de mudança da velocidade.

A unidade de medida usual (SI) é metros por segundo ao quadrado (m/s²), isso porque sua equação base é variação da velocidade dividida pelo tempo (para saber mais sobre grandezas, clique aqui). Ela pode ser positiva, negativa ou zero, dependendo se o objeto está acelerando para frente, para trás ou se está com velocidade constante.


continua após a publicidade



Existem diversas causas que podem levar a um objeto acelerar, tais como a aplicação de uma força constante, a queda livre de um objeto sob a influência da gravidade, ou mesmo a curvatura de uma trajetória circular.

Também é importante na análise do movimento de objetos em diversas áreas, como na engenharia, na Física, na astronomia e nos esportes. Por exemplo, em um carro de corrida, a aceleração é crucial para alcançar altas velocidades e ultrapassar outros competidores. Da mesma forma, em um foguete, ela é crucial para superar a gravidade da Terra e alcançar o espaço.

Além disso, a variação pode ser negativa, o que significa que o objeto está desacelerando. Isso ocorre quando uma força contrária à direção do movimento é aplicada, como quando um carro freia para parar.

Descrição dos tipos de aceleração

Existem diferentes tipos de aceleração, dependendo do contexto em que são utilizados. Aqui estão alguns exemplos:

  1. Linear: É a taxa de variação da velocidade em relação ao tempo em uma direção específica. É medida em metros por segundo ao quadrado (m/s²).
Image
Aceleração linear em um carro andando em MRU

2. Angular: É a taxa de variação da velocidade angular em relação ao tempo. É medida em radianos por segundo ao quadrado (rad/s²).

Image
Aceleração angular agindo na rotação do carrosel

3. Centrípeta: É quando um objeto experimenta quando se move em uma trajetória curvilínea. É sempre direcionada para o centro da curva e é proporcional ao quadrado da velocidade do objeto e inversamente proporcional ao raio da curva.

Image
Carro submetido a aceleração centrípeta na curva

4. Gravitacional: É quando um objeto está submetido à atração gravitacional de outro objeto. Representada pela letra g, é sempre direcionada para o centro da massa do objeto atrativo e é proporcional à massa do objeto atrativo e inversamente proporcional ao quadrado da distância entre os objetos.

Image
Aceleração gravitacional agindo sobre o peso

SAIBA+ Veja 27 curiosidade sobre o universo que provavelmente você não sabe

Aceleração média e instantânea

A aceleração média e a instantânea são duas grandezas fundamentais para descrever o movimento de um objeto em física.

A aceleração média representa a taxa média de variação da velocidade de um objeto em um determinado intervalo de tempo. Ela é calculada pela diferença entre a velocidade final e a velocidade inicial, dividida pelo intervalo de tempo que decorreu entre essas duas velocidades. Ela é uma grandeza escalar e é denotada pela letra “a”.


continua após a publicidade



Já a aceleração instantânea é a variação instantânea da velocidade de um objeto em um ponto específico do movimento. Ela é uma grandeza vetorial, pois leva em consideração tanto a magnitude quanto a direção da variação da velocidade.


Ela é representada por um vetor, que pode mudar de direção e magnitude à medida que o objeto se move.


A aceleração instantânea é importante para descrever o movimento de objetos em trajetórias curvilíneas, como em movimentos circulares, onde a magnitude e a direção da aceleração podem mudar constantemente

Em outras palavras, enquanto a aceleração média se refere a uma média de velocidades em um determinado intervalo de tempo, a aceleração instantânea é uma grandeza que descreve a variação da velocidade em um ponto específico do movimento.

SAIBA+ Veja as diferenças entre a velocidade da luz e a velocidade do som

Interpretação com gráficos (casos clássicos)

A aceleração pode ser positiva, negativa ou zero. Quando é positiva, o objeto está acelerando para frente, ou aumentando sua velocidade. Quando é negativa, o objeto está desacelerando, ou reduzindo sua velocidade. E quando é zero, a velocidade do objeto está constante. A seguir vamos analisar graficamente esses casos.

Velocidade positiva implica em aceleração positiva, graficamente temos:

Variação de velocidade negativa implica em desaceleração e graficamente temos:

Para a velocidade constante temos aceleração nula:

Dessa forma, concluimos que a aceleração é uma grandeza fundamental da física que representa a variação da velocidade de um objeto ao longo do tempo. A compreensão dessa grandeza é essencial para explicar muitos fenômenos cinemáticos que envolvem segurança em veiculos e brinquedos por exemplo.

Para estudos aprofundados

Curso de física básica: Mecânica (vol.1)

Alonso mecanica 1

Anúncios de patrocinadores